“Redemoinho”, de José Luiz Villamarim, venceu o FESTin 2018

Terminou ontem a 9ª edição do FESTin – Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa, consagrando como vencedor a produção brasileira “Redemoinho”, de José Luiz Villamarim, distinguido como o Melhor Filme Longa-Metragem e o prémio de Melhor Realizador.

Nas categorias interpretativas, Grace Passô por “Praça Paris” e Marat Descartes por “Mulher do Pai”, arrecadaram o prémio de Melhor Atriz e Ator, respetivamente.

Destaque ainda para “Açucar”, um thriller dramático de fantasia realizado por Renata Pinheiro e Sérgio Oliveira, considerado o Melhor Filme pelo Júri da Crítica e para o drama “Como Nossos Pais”, de Laís Bodanzky (estreia nos cinemas a 15 de março), que foi eleito pelo Júri Popular como o Melhor Filme.

Confira todos os vencedores do FESTin 2018:

LONGAS-METRAGENS

MELHOR FILME
– “Redemoinho”, de José Luiz Villamarim

MELHOR REALIZADOR
– José Luiz Villamarim por “Redemoinho”

MELHOR ATRIZ
– Grace Passô por “Praça Paris”

MELHOR ATOR
– Marat Descartes por “Mulher do Pai”

JÚRI DA CRÍTICA – MELHOR FILME
– “Açúcar”, de Renata Pinheiro e Sérgio Oliveira

JÚRI DA CRÍTICA – MENÇÃO HONROSA
– “Mulher do Pai”, de Cristiane Oliveira

JÚRI POPULAR – MELHOR FILME
– “Como Nossos Pais”, de Laís Bodanzky

CURTAS-METRAGENS

MELHOR CURTA-METRAGEM
– “A Gis”, de Thiago Carvalhaes

MENÇÕES HONROSAS
– “África na Europa”, de Atcho Express e
– “Carga” de Luis Campos

JÚRI POPULAR – MELHOR CURTA-METRAGEM
– “Hospital da Memória”, de Pedro Paula de Andrade

DOCUMENTÁRIOS

MELHOR DOCUMENTÁRIO
– “Saudade”, de Paulo Caldas

MENÇÃO HONROSA
– “Serviçais das Memórias à Identidade”, de Nilton Medeiros

JÚRI POPULAR – MELHOR DOCUMENTÁRIO
– “Serviçais das Memórias à Identidade”, de Nilton Medeiros

INFANTOJUVENIL

JÚRI POPULAR – MELHOR FILME
– “Como Surgiram as Estrelas”, de Renato Barbieri e Adriana Meirelles

Artigos relacionados