‘Moonlight’ e ‘O Primeiro Encontro’ são os vencedores do Writers Guild Awards

Foram ontem revelados os vencedores dos Writers Guild Awards 2017, prémios atribuídos pelo Sindicato de Argumentistas dos EUA e que distinguem os melhores argumentos de 2016, na área de cinema, televisão e rádio.

Na categoria de cinema, ‘Moonlight’, o drama de Barry Jenkins conquistou o troféu de Melhor Argumento Original, levando a melhor sobre o aclamado e premiado musical de Damien Chazelle, ‘La La Land: Melodia de Amor’. O prémio de Melhor Argumento Adaptado foi para ‘O Primeiro Encontro’, ficção científica de Eric Heisserer e o Melhor Argumento de DOcumentários para ‘Command and Control’, de Robert Kenner e Eric Schlosser.

Este evento é o último da temporada de prémios antes dos Óscares de 2017 e tem sido uma fiável previsão para os vencedores dos respectivos Óscares das respectivas categorias. Nas 22 últimas edições, a maioria dos vencedores do WGA conquistaram as estatuetas douradas. No entanto, as contas deste ano estão mais confusas, visto que, os dois filmes vencedores desta 69ª edição dos WGA concorrem ao Óscar na mesma categoria, a de Melhor Argumento Adaptado.

Eis a lista dos vencedores e dos nomeados nas categorias de cinema:

MELHOR ARGUMENTO ORIGINAL
VENCEDOR – ‘Moonlight’, de Barry Jenkins
– ‘Hell or High Water – Custe o que Custar!‘, de Taylor Sheridan
– ‘La La Land: Melodia de Amor‘, de Damien Chazelle
– ‘Loving’, de Jeff Nichols
– ‘Manchester by the Sea’, de Kenneth Lonergan

MELHOR ARGUMENTO ADAPTADO
VENCEDOR – ‘O Primeiro Encontro’, de Eric Heisserer
– ‘Deadpool’, de Rhett Reese e Paul Wernick
– ‘Vedações‘, de August Wilson
– ‘Elementos Secretos’, de Allison Schroeder e Theodore Melfi
– ‘Animais Noturnos’, de Tom Ford

MELHOR ARGUMENTO DOCUMENTÁRIO
VENCEDOR – ‘Command and Control’, de Robert Kenner e Eric Schlosser
– ‘Author: The JT LeRoy Story’, de Jeff Feuerzeig
– ‘Zero Days’, de Alex Gibney

BIGTheme.net • Free Website Templates - Downlaod Full Themes