‘Verão Danado’ de Pedro Cabeleira foi selecionado para o 70º Festival de Locarno

A primeira longa-metragem escrita e dirigida por Pedro Cabeleira, ‘Verão Danado’, foi selecionado para a secção competitiva Cineasti del Presente da 70ª edição do Festival de Locarno, que irá decorrer de 2 a 12 de agosto, na Suíça.

O cineasta de 25 anos descreve o filme como “um um híbrido entre o documental, o ‘stoner’ e o psicadélico sobre uma juventude à deriva”, tendo como pano de fundo a cidade de Lisboa. O protagonismo é de Pedro Marujo, sendo acompanhado no elenco por Lia Carvalho, Ana Valentim, Daniel Viana, Sérgio Coragem, João Robalo, Luís Magalhães e Maria Leite, entre muitos outros. O filme conta com uma participação especial do falecido ator Nuno Melo (1960-2015).

Na história, o Verão de Chico (Marujo) começa na terra, ao pé dos avós, debaixo dos limoeiros, no escape da atmosfera da infância. Mas o seu lugar agora é na capital, onde terminou o curso e para onde parte à procura de emprego. Pertence a uma geração sem expectativas, à qual a idade adulta começa às portas do nada. São as noites lisboetas, com os seus amores e desamores, que o amparam com um hedonismo psicadélico, onde a angústia em combustão forma euforia. Um fresco de uma geração sem objectivos.

Numa nota de imprensa enviada à agência Lusa, Pedro Cabeleira afirmou: “É um filme que não tem a ambição de representar toda a juventude nem todas as tendências do momento, mas acima de tudo é um filme que foi criado no seio de jovens, sobre os jovens, onde expusemos a nossa forma de viver e de ver o mundo naquele momento, tudo aquilo que nos fascina e tudo aquilo que nos destrói”.

A Filmin Portugal, a recente plataforma de Video on Demand (VOD), será a responsável pela distribuição nacional nas salas de cinema e em VOD.

O festival de Locarno conta ainda com a participação de mais dois projetos nacionais: ‘António e Catarina’, um documentário português da realizador romena Cristina Hanes, compete na secção de curtas-metragens Pardi di Domani e fora da competição estará a curta ‘O Homem de Trás-os-Montes’, de Miguel Moraes Cabral.

As co-produções franco-portuguesas ‘9 Dedos’, do realizador F. J. Ossang, com produção da O Som e a Fúria e ‘Milla’, de Valerie Massadian, com produção nacional da Terratreme, concorrem na competição internacional e na secção Cineastas do Presente, respetivamente.