“Raiva”, de Sérgio Tréfaut, abre hoje a 25ª edição do Festival Ibérico de Cinema

Festival Ibérico de Cinema 2019

Premiado em seis categorias dos Prémios Sophia, “Raiva“, de Sérgio Tréfaut, é o filme de abertura da 25ª edição do Festival Ibérico de Cinema (FIC), um evento que vai decorrer em Badajoz, Olivença e San Vicente de Alcántara, e que tem início esta segunda-feira, prolongando-se até ao dia 20 de julho.

O filme será exibido hoje, dia 15, às 22:30 horas, no terraço do Teatro López de Ayala de Badajoz e contará com a presença do ator Hugo Bentes, protagonista de “Raiva”, uma adaptação do romance “Seara do Vento”, de Manuel Fonseca, um clássico da literatura portuguesa do século XX, que conta a história baseada numa tragédia real que aconteceu no sul do Alentejo em 1950.

Além da produção portuguesa, também será projetada no dia 16, a longa-metragem “#Female Pleasure”, um documentário da reaizadora suiça Barbara Miller, que revela situações universais e mostra a luta de sucesso de cinco mulheres pelo direito à autodeterminação da sua sexualidade e por uma relação igualitária de prazer entre os sexos.

No entanto, segundo a organização, a edição que celebra o 25º aniversário coloca “o foco na curta-metragem como protagonista”, mostrando o cinema mais representativo que se realiza na Península Ibérica.

Na Secção Oficial do FIC vão competir 27 curtas, sendo 22 de realizadores espanhóis e cinco de cineastas portugueses. As produções provenientes de Portugal que estão a concurso são as seguintes:

– “Equinócio”, de Ivo M. Ferreira,
– “Nevoeiro”, de Daniel Veloso,
– “Por Tua Testemunha”, de João Pupo,
– “Rio entre as Montanhas”, de José Magro
– “Sleepwalk”, de Filipe Melo

A programação também inclui o Festival dos Miúdos, uma secção dirigida ao público infantil e adolescente, que vão votar e eleger um dos cinco filmes em competição, como vencedor do Prémio do Público Infantil.

A programação completa pode ser consultada no site oficial do Festival Ibérico de Cinema.

Artigos relacionados