“O Caderno Negro” de Valeria Sarmiento em competição no Festival de San Sebastián

O Caderno Negro em competição no Festival de San Sebastiàn

O Caderno Negro” (Le Cahier Noir), um drama romântico dirigido pela realizadora chilena Valeria Sarmiento é um dos títulos que integra a competição oficial do Festival Internacional de Cinema de San Sebastián 2018, em Espanha, que decorre de 21 a 29 de setembro.

Livremente inspirado na obra de Camilo Castelo Branco, “Livro Negro de Padre Dinis”, o filme é uma coprodução da Leopardo Filmes e da Alfama Films Production, produzido pelo português Paulo Branco. Lou de Laâge, Stanislas Merhar, Niels Schneider e os portugueses Victória Guerra, Joana Ribeiro e Catarina Wallenstein, são alguns dos nomes que integram o elenco.

O filme é o relato das aventuras, no crepúsculo do século XVIII, de um singular par formado por um pequeno órfão de origens misteriosas e pela sua jovem ama italiana, de nascimento igualmente incerto. Eles levam-nos na sua peugada, de Roma a Paris, de Lisboa a Londres, de Parma a Veneza. Sempre seguidos na sombra, por razões obscuras, por um sinistro Calabrês e um inquietante cardeal, fazem-nos testemunhar tenebrosas intrigas no Vaticano, a angústia de uma paixão fatal, um funesto duelo, a galanteria na corte de Versalhes, as convulsões da Revolução francesa e a ascensão do general Bonaparte.

Além de “O Caderno Negro”, a organização já anunciou outros títulos que estarão também em competição pela Concha de Ouro:
– “Angelo”, de Markus Schleinzer
– “Der Unschuldige” (The Innocent), de Simon Jaquemet
– “High Life”, de Claire Denis
– “Illang: The Wolf Brigade”, de Kim Jee-Woon
– “Rojo”, Benjamin Naishtat
– “Vision”, de Naomi Kawase

“O Caderno Negro”estreia no circuito comercial português no dia 4 de outubro.

Artigos relacionados