Mel Gibson vai produzir, escrever e dirigir uma nova versão do western “A Quadrilha Selvagem”

Mel Gibson vai produzir, escrever e dirigir remake de A Quadrilha Selvagem

Em desenvolvimento há alguns anos na Warner Bros. Pictures, o remake de “A Quadrilha Selvagem” (The Wild Bunch) ganhou uma nova atualização. Segundo o Deadline, Mel Gibson (O Herói de Hacksaw Ridge) foi escolhido pelo estúdio para dirigir a nova versão e escrever o guião em parceria com Bryan Bagby. Gibson também será um dos produtores executivos.

Dirigido em 1969 por Sam Peckinpah, o filme tornou-se marcante do género western e também numa imagem de marca da representação da violência no cinema. O tiroteio em câmara lenta no final é uma das obras de arte mais impressionantes na história dos filmes. Foi nomeado para o Óscar de Melhor Argumento Original e Melhor Banda Sonora.

A história original passa-se no ano de 1913, em plena revolução mexicana e acompanha Pike Bishop (William Holden), o líder do bando de ladrões de bancos e comboios que tenta fazer o seu último assalto, aquele que lhes daria a reforma. Mas, Deke Thornton (Robert Ryan), que já fez parte do grupo e era companheiro de farras de Pike, foi apanhado e preso. Ele recebe uma oferta: a liberdade em troca da captura do bando, mas se falhar, volta para a prisão.

As notícias anteriores sobre o projeto davam conta que o estúdio pretendia atualizar o clássico para um ambiente mais contemporâneo, com a trama a girar ao redor da CIA, os cartéis de drogas pesadas e um assalto emocionante, tendo como pano de fundo a fronteira dos EUA e o México.

Como realizador, Gibson tem em pré-produção a sequela de “A Paixão de Cristo” e está anunciado para dirigir “Destroyer”, filme da Segunda Guerra Mundial que tem anexado Mark Wahlberg como protagonista, ator com quem trabalhou na comédia “Pai Há Só Um… Ou Dois“.

Artigos relacionados