Lars Von Trier regressa a Cannes com “The House That Jack Built”

Sete anos depois de ter sido considerado “persona non grata”, o realizador dinamarquês Lars Von Trier vai regressar ao Festival de Cannes para apresentar o seu último trabalho, o thriller dramático de terror “The House That Jack Built”, filme que será exibido Fora da Competição.

Em 2011, a organização do prestigiado evento francês “baniu-o”, depois de numa conferência de imprensa, após a projeção de “Melancolia”, Von Trier ter afirmado que compreendia Adolph Hitler e até simpatizava com ele, desculpando-se posteriormente que foi uma piada estúpida e de mau gosto, além de uma provocação à imprensa.

O novo filme acompanha doze anos da vida de Jack (Matt Dillon), um inteligente serial killer de mulheres que tem como único objetivo executar o crime perfeito sem deixar qualquer rastro. Uma Thurman, Riley Keough e Bruno Ganz também fazem parte do elenco.

Além do filme de Von Trier, a organização, como é costume, anunciou a adição de novos títulos à sua programação depois de ter revelado a Seleção Oficial. O português João Salaviza, que venceu em 2009 uma Palma de Ouro das curtas metragens por “Arena”, apresentará na secção Un Certain Regard o documentário “Chuva e Cantoria Na Aldeia Dos Mortos”, filme co-realizado com a brasileira Renée Nader Messora junto de uma comunidade indígena no Brasil.

Ainda nesta secção, presidida por Benicio Del Toro, foram anexados mais dois filmes: “Donbass”, de Sergei Loznitsa, que servirá como filme de abertura da mostra e “Muere, Monstruo, Muere”, de Alejandro Fadel.

A edição deste ano retoma também a tradição de apresentar um filme de encerramento, ausente no ano passado, cabendo as honras ao “amaldiçoado” projeto de Terry Gilliam, “O Homem Que Matou D. Quixote”, que levou mais de 20 anos a ser produzido e que está a ser alvo de um processo judicial movido pelo produtor português Paulo Branco. Adam Driver, Jonathan Pryce, Stellan Skarsgard e Olga Kurylenko são os principais nomes do elenco.

Quanto á Competição Oficial, são agora 21 os filmes em disputa pela Palma de Ouro. Aos 18 anunciados anteriormente, foram adicionados “The Wild Pear Tree”, do turco Nuri Bilge Ceylan, vencedor da competição em 2014 com “Sono de Inverno”, o thriller “Un Couteau Dans le Coeur”, de Yann Gonzalez e “Ayka”, de Sergey Dvortsevoy.

O 71º Festival de Cinema de Cannes decorre de 8 a 19 de maio.

Artigos relacionados