Disney volta a apostar no desenvolvimento de um reboot de “20.000 Léguas Submarinas”

Reboot de 20.000 Léguas Submarinas

Enquanto a Disney ainda está a tentar descobrir o que fazer com a franquia “Piratas das Caraíbas” e Johnny Depp, há algo a fermentar no oceano do estúdio, talvez inspirado pelo sucesso de “Aquaman”. Segundo o site HN Entertainment, a Disney voltou a apostar no desenvolvimento de um reboot de “20.000 Léguas Submarinas”.

O projeto foi anunciado há alguns anos, mas acabou por ficar trancado numa gaveta. Inicialmente indicado como realizador, David Fincher (Em Parte Incerta) viria a ser substituído em 2016 por James Mangold (Logan), que na altura afirmou que o filme seria uma história de origem do Capitão Nemo, baseado no romance de Jules Verne, com um guião de Sebastian Gutierrez.

O conto já foi adaptado por várias ocasiões em curtas-metragens, séries televisivas e animações, com destaque para o filme feito em 1954, pelo realizador Richard Fleischer, com protagonismo de Kirk Douglas e de James Mason.

No filme de Fleischer,, ambientado em 1866, o Professor Pierre M. Aronnax e o seu assistente Conseil são convidados para participar numa expedição para investigar um suposto monstro gigantesco que está a atacar navios no Oceano Pacífico. Durante a busca, junto com o exímio arpoador Ned Land (Douglas), a embarcação é afundada e a tripulação atirada ao mar, que acaba por descobrir que o “monstro” é na realizade o submarino Nautilus, concebido, construído e comandado pelo Capitão Nemo (Mason). A cena em que uma lula gigante ataca o submarino, é um dos maiores momentos do filme.

Para ja não se sabe se Mangold, que acabou de filmar “Ford v. Ferrari”, ainda está anexado ao projeto e se o argumento original de Gutierrez será reescrito ou não.

Artigos relacionados

Contribua com a sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *