Argentina Lucrecia Martel foi nomeada presidente do júri do Festival de Veneza 2019

Lucrecia Martel foi nomeada presidente do júri do Festival de Veneza 2019

Lucrecia Martel foi nomeada presidente do júri da 76ª edição do Festival de Cinema de Veneza que vai decorrer entre os dias 28 de agosto a 7 de setembro. A realizadora argentina vai liderar o júri que irá premiar os melhores filmes com os Leões de Ouro e Prata do festival, mas ainda não são conhecidos os restantes membros.

Alberto Barbera, o chefe de Veneza, elogiou Martel como “a realizadora feminina mais importante da América Latina e uma das principais realizadoras do mundo”, acrescentando que conquistou esse estatuto com apenas “quatro longas-metragens e um punhado de curtas” em menos de 20 anos. “Nos seus filmes, a originalidade da sua pesquisa estilística e a sua meticulosa mise-en-scène estão ao serviço de uma cosmovisão livre de compromissos, dedicada a explorar os mistérios da sexualidade feminina e a dinâmica de grupos e classes”, disse Barbera.

“É uma honra, uma responsabilidade e um prazer fazer parte desta celebração do cinema e do imenso desejo da humanidade entender-se”, disse Martel, que no ano passado apresentou nos nossos cinemas a coprodução nacional “Zama”, filme que explora o colonialismo e o racismo na América Latina do século 18, e que se estreou em Veneza, fora de competição, em 2017.

Sendo um dos eventos mais antigos, o Festival de Cinema de Veneza tornou-se nos últimos anos um trampolim para a temporada de prémios, quer para estúdios de Hollywood e filmes independentes. Os mais recentes presidentes do júri incluem Sam Mendes, Annette Bening e Guillermo Del Toro.

Na edição deste ano, o Festival de Veneza vai homenagear a atriz britânica Julie Andrews e o realizador espanhol Pedro Almodóvar, com o prémio de carreira.

Artigos relacionados

Contribua com a sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *